PRIMEIRA NOTÍCIA OFICIAL DO PAIDEIA Online

Caro leitor, não poderia iniciar este texto sem que lhe manifestasse o meu sincero e profundo agradecimento pela visita ao site PAIDEIA Online.

Se você está lendo este texto, é porque lê jornal. É um bom hábito, porque a leitura diária de notícias, impressas ou virtuais, nos mantém em dia com o que vai pelo mundo e nos dá informações úteis para o trabalho, os negócios, os estudos, o lazer. Se for lido com atenção e seletivamente, o jornal tem grande influência na formação do conhecimento profissional, técnico, científico e também literário. É tão importante essa leitura diária que a maioria das pessoas a faz no café da manhã, complementando a alimentação do corpo com a ilustração do espírito. Faz parte da preparação matinal para um novo dia.

Hoje, 01/01/2021, será a data oficial da inauguração do PAIDEIA Online, projeto criado em 05/10/2020.

A Paideia grega como critério orientador para pensar a formação, possibilita despertar a consciência crítica e o olhar para a formação como fator de humanização do homem no passado e na atualidade.

PAIDEIA Online: Um esforço teórico de pensar a totalidade do fenômeno educacional, um fenômeno que inclui o cultural, o econômico, o político e o social.

Um grande número de pessoas que pesquisam sobre jornalismo online pensam que surgiu em 1994, com o advento da Internet comercial. Mas, nada disso! No YouTube encontramos relatos da experiência de oito jornais americanos, entre eles o The San Francisco Examiner, que publicavam online o conteúdo de suas edições impressas em 1981, carregados pela Compuserve! Claro, nada comparado ao que temos hoje na Web: sem imagens e, só para baixar os textos da edição pelo telefone (que era tudo o que era oferecido), eram necessárias duas horas. Mas essa turma de pioneiros estava lá!

Em tempo: o San Jose Mercury News é considerado o primeiro jornal na Web, lançado em 1994. No Brasil, o primeiro foi o Jornal do Commercio, também em 1994.

Para nossa alegria sabemos que várias pessoas tem o hábito de ler as diversas notícias ou, pelo menos, o título delas. É comum encontrar pessoas que, leem sobre assuntos da cidade, economia, política, tiras de humor e o horóscopo antes de sair de casa.

Estas notícias são importantes pois através delas nós ficamos mais informados sobre o que está ocorrendo no mundo, ou seja, têm a importância de informar o leitor com uma linguagem simples, clara, objetiva e precisa, pautando-se no relato de fatos que interessam ao público em geral, fatos recentes mostrados de forma imparcial.

A leitura diária proporcionará amplitude nos conhececimentos gramaticais, na forma correta de escrever e amplitude do vocabulário, proporcionando maior destaque em suas participações em exames de qualificação, redações, testes de conhecimento sejam históricos ou atuais.

Para que PAIDEIA Online tenha alcançado seu objetivo, faz-se necessária a participação do leitor, interagindo com seus comentários, críticas e sugestões, gerando assim a verdadeira PAIDEIA.

Outra motivação importante é que o saber proporcionará inquietude com relação as FAKE NEWS, você sabia que uma notícia falsa pode impactar diretamente nos seus estudos? Às vezes, pode ser responsável até por desestabilizar você. Por isso, a importância de se manter bem informado. Com a globalização, milhares de informações chegam para nós diariamente. É um desafio saber filtrá-las, definir onde encontrar o que será relevante para o estudo e não vai nos desmotivar.

Finalizando, nos esforçaremos para informar da melhor forma possível, com credibilidade. O que muda bastante é que não é mais um monólogo. Agora, com as redes sociais, com mecanismos dos fóruns, a participação nos comentários, vamos dialogar (*dialética). Antes, o jornalista achava que o leitor queria escutar, mas nesses anos aprendemos que o que as pessoas querem é falar, participar. Isso nos obriga a aprender a trabalhar com esse diálogo. O propósito não muda. As sociedades seguem precisando que nós ofereçamos informações precisas e com credibilidade. É verdade que no mundo há uma crise de confiança no jornalismo. Aqui no Brasil se via nas ruas que as pessoas não confiavam em jornalistas. E os meios de comunicação não têm outro propósito que não seja a credibilidade. Esse é o seu valor. Temos de fazer bom jornalismo, defendê-lo e ser transparentes.

É com muita alegria que lhe escrevemos para agradecer por depositar a sua confiança em nosso trabalho e, assim, criarmos uma parceria que além de duradora, tem muito potencial para dar muitos frutos e conquistas.

MARCELO DE TOLEDO

*dialética
substantivo feminino

  1. FILOSOFIA: em sentido bastante genérico, oposição, conflito originado pela contradição entre princípios teóricos ou fenômenos empíricos.
    • FILOSOFIA: no platonismo, processo de diálogo, debate entre interlocutores comprometidos com a busca da verdade, através do qual a alma se eleva, gradativamente, das aparências sensíveis às realidades inteligíveis ou ideias.
    • FILOSOFIA: no aristotelismo, raciocínio lógico que, embora coerente em seu encadeamento interno, está fundamentado em ideias apenas prováveis, e por esta razão traz em seu âmago a possibilidade de ser refutado.

Deixe uma resposta